quinta-feira, 7 de junho de 2012

NOITE PUNK NA TAVERNA CAMELOT

  

 
  Recentemente o Pub Taverna Camelot, que fica situado na divisa entre Mogi Guaçu e Mogi Mirim ainda do lado guaçuano, abriu suas portas para uma noite não muito usual por lá, uma noite Punk!
  Sim, o bar, que na verdade esta se tornando cada dia que passa em um espaço cultural para um público seleto e inteligente, onde pode-se degustar várias iguarias, drinks, caldos e afins ao som do bom Rock and Roll e que toda quinta-feira se torna um espaço voltado aos colecionadores de Vinil entre outros costumes, resolveu, na figura de seu proprietário, o 'Taverneiro' Valter Munhoz e sua esposa Eliane Munhoz, abrir as portas à duas bandas de Mogi Guaçú e Mogi Mirim de Punk e ainda por cima de material autoral, o que anda em baixa na cena local que só dá valor aos covers de sempre.

Valter e Eliane Munhoz
  Pois bem, Valter convidou as bandas TAQUICARDIA dos irmãos Arcenowics, Gustavo 'Formiga' ( ex-baterista do WILD SHARK e ESPELHO LABIRINTO) e Rafael 'Cabelo' na guitarra e voz, além do baixista André Rosa e o TOXEMIA, uma banda que une fãs de Metal e Punk que tem em seu line-up Amarildo (vocal), Marlos (bateria e vocal ex-SUCO DE LIXO), Régis (baixo) e Isaias (guitarra também do ARTILHARIA METÁLICA). Nesta noite de Metal-Punk a casa lotou de verdade e o som comeu solto até altas horas. Começando com o show do TAQUICARDIA que rolou por mais de uma hora só com sons próprios que precisam ser registrados num CD o mais breve possível. Entre eles "Qual a Razão?", "Vermelho Sangue" e "Marimbondo no Limoeiro".

Visão Geral da frente antes do ápice da noite

Rafael guitarrista e vocalista doTAQUICARDIA
TAQUICARDIA
   Na sequência veio o Metal-Punk do TOXEMIA que arrastou uma legião de fãs das antigas pro Taverna Camelot, gente que há muito não aparecia deu as caras por lá pra rever o Amarildo (vulgo Tiozinho) e o Marlos tocando novamente, agora aliados à dois caras do Guaçú, que, apesar de serem veteranos no underground regional não tiveram bandas antigas como o Amarildo que roda por ai desde os anos oitenta carregando a bandeira do Hardcore. Régis, ou simplesmente Reginaldo, já teve algumas bandas anteriores de Punk e que acabaram desembocando nesta que realmente se firmou na cena e o Isaías tá aí pra defender o Metal com o ARTILHARIA METÁLICA e dar umas pitadas metálicas ao Punk Crust do TOXEMIA.
  Do set dos caras não faltou a introdução épica com o hino "Papa Nazista", "Venceremos", "Cenas de Violência", onde os fãs já estavam abrindo pequenas rodinhas de 2 ou 3 na calçada e dentro do recinto, que é pequeno diga-se de passagem, "Hardcore Não é Capitalismo", mandando um toque pros 'punkzinhos de Allstar', as anti-eleições "Auxilio Terno" (com uma letra maravilhosa e que foi parar no Youtube recentemente) e "Foda-se" dedicada ao prefeito local e tantos outros que se espalham pelo nosso rico/pobre país.
  Daí em diante a Festa pegou fogo com o TOXEMIA revezando os instrumentos entre sí e convidando amigos e fãs para cantar e tocar sons com eles numa enorme Jam da União entre Punks e Headbangers, onde rolaram desde OLHO SECO até SLAYER.
  Resumo da noite: Passamos mais uma excelente noite de sábado na Taverna Camelot que já era um lugar agradável e agora fica mais importante ainda para a cena pois está abrindo suas portas para bandas de material próprio, bandas autorais das quais estão cada vez mais relegadas às migalhas jogadas pelas bandas covers...
  Parabéns às bandas, ao público e claro, aos proprietários desta nova e já importante casa da região da Baixa-Mogiana.
Fotos: Alexandre e Luciane Bueno.
Sandro cantando com o batera Marlos "Isso é Olho Seco" 
interior da Taverna

Amarildo e Isaías (TOXEMIA)
Régis (TOXEMIA)
Público = Casa Lotada

Marlos (TOXEMIA)
 
Régis (TOXEMIA)

Isaías (TOXEMIA)

Marlos (TOXEMIA)

Amarildo (TOXEMIA)
Jam com a  turma do ARTILHARIA METÁLICA

Polaco do A.M. com o TOXEMIA

Marlos curtindo nas Jams

André Rosa (TAQUICARDIA)

Rafael (TAQUICARDIA)

TAQUICARDIA ao vivo

TAQUICARDIA

TAQUICARDIA

Formiga do TAQUICARDIA

Galera Headbanger presente



Rodas e agitações

TOXEMIA

"Isso é Olho Seco...SECO...SECO!"

Marlos concede o microfone à Régis (TOXEMIA)

Régis, Isaías e Marlos (TOXEMIA)

Régis e Marlos (TOXEMIA)

Amarildo e Isaías (TOXEMIA)

Isaías (TOXEMIA)

Amarildo na bateria

Paulinho e Polaco do ARTILHARIA com Amarildo na bateria

80% do ARTILHARIA METÁLICA

Valter 'Taverneiro'

4 comentários:

  1. Bacana o texto Alexandre, obrigada! Esperamos vc na próxima apresentação da Taquicardia, dia 20/06 no Teatro Tupec, no Centro Cultural. abração!

    ResponderExcluir
  2. Valeu Alexandre, bela resenha, e é isso aí o espaço sempre estará aberto para as variedades do cenário musico-cultural de nossa região, chega de sempre ter as mesmas coisas e vamos implantar um pouco de cultura variada na cabeça de nossa gente!

    ResponderExcluir
  3. Alexandre, sem palavras cara... não existe ninguém na região que possa se expressar como vc se expressou ao falar sobre as bandas, obrigado por se referir da maneira com que se referiu sobre minhas influências e sobre a música "Auxílio Terno". Fico muito emocionado e isso me dá mais ânimo a continuar fazendo mais. SOMENTE PARA OS VERDADEIROS... COMO VC E VÁRIOS OUTROS!!! Pq quem não entende e QUER saber, simplesmente pra se aparecer ou fazer dinheiro em cima como é o caso da "pessoas" da mídia, devem se fuder!!! SEMPRE!!! Grande Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Ai gente, valeu a força e o incentivo aqui no Blog!
    Sempre que eu achar necessário irei destacar aqui sim, o trabalho de todos e quero que fique claro que estou aqui pra ajudar a divulgar a cultura da nossa cena antes de tudo. Abraços.

    ResponderExcluir